quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Busto da República

 República - Busto da autoria do escultor Francisco Santos, colocado na sala da República do Palácio de S. Bento.
A imagem da República foi adoptada como símbolo da República Portuguesa na sequência da implantação do novo regime, a 5 de Outubro de 1910. Geralmente a imagem da República é representada, iconograficamente, por uma mulher, ostentando na cabeça um barrete frígio, tendo como inspiração a imagem da Liberdade, na obra de A Liberdade guiando o Povo, pintada por Eugéne Delacroix em 1830.

República - Busto em mármore da autoria do escultor Francisco Santos realizada em 1910, existente na Câmara Municipal de Lisboa.
O Busto da República - tal como o busto com a mesma alegoria de Tomás Costa, a cabeça da República, da autoria de Francisco Santos, foi realizada para o concurso promovido pela Câmara Municipal de Lisboa em 1910. Vencedora sobre as propostas de Costa Mota (sobrinho) e de Júlio Vaz (respectivamente premiadas com o 2º e 3º prémios), veio a ser mais tarde preterida pela de José Simóes de Almeida (sobrinho), quando esta última foi profusamente difundida para fins propagandísticos oficiais, em medalhas e moedas.
O escultor Francisco dos Santos nasceu em Rio de Mouro, Sintra (1878-1930). Estudou na Escola de Belas Artes de Lisboa, partindo depois para Paris, onde frequentou o atelier de Charles Verlet, e, mais tarde, para Roma, onde executou a estátua Crepúsculo (Museu do Chiado). Regressando a Portugal em 1909, participou no concurso para eleição do busto oficial da República portuguesa, do qual saiu vencedor. Em 1913 esculpiu Salomé, considerada a sua obra-prima (Museu do Chiado). É da sua autoria o Monumento ao Marquês de Pombal, vencedor no concurso aberto para a selecção do melhor projecto.
República - Baixo relevo da autoria de José Simões de Almeida (sobrinho), colocado na escadaria da Câmara Municipal de Lisboa. Foi inaugurado em 5 de Outubro de 1911
República - Busto da autoria de Simões de Almeida (sobrinho)
O busto da autoria de José Simões de Almeida foi criado em 1908. O seu original encontra-se na Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. A modelo para este busto foi uma jovem trabalhadora do comércio do Chiado, Ilda Pulga.
O busto de Simões ganhou notoriedade, foi adoptado pela Maçonaria, foi usado nos funerais de Miguel Bombarda e de Cândido dos Reis. Esta peça é a primeira a ser exibida à multidão ganhando um grande destaque simbólico. 

O escultor José Simões de Almeida, conhecido artisticamente por Simões de Almeida (sobrinho), nasceu na vila de Figueiró dos Vinhos (1880-1950). Matriculou-se na Academia Real das Belas Artes, concluíndo o curso em 1903. Foi professor de desenho e pintura, mas foi na escultura que mais se notabilizou.

República - Busto da autoria de Tomás Costa, colocado atrás da presidência da extinta Câmara Corporativa, no Palácio de S. Bento.

República - Estátua de pedra da autoria de Anjos Teixeira, colocada na sala das sessões do Palácio de S. Bento.

Nota: Esta mensagem foi reformulada em 15 de Outubro de 2011                          
                          




Fontes:
http://www.parlamento.pt/VisitaVirtual/Paginas/PPerdidosBustoRepublica.aspx
http://simoesdealmeida.weebly.com/busto-da-repuacuteblica.html
Ferreira Laborde, Rafael; Lopes Vieira, Vitor Manuel (1985), Estatuária de Lisboa. Lisboa:Contratipo



Sem comentários:

Enviar um comentário