domingo, 23 de setembro de 2012

Biografia da pintora Suzanne Valadon

Suzanne Valadon com o seu filho Maurice Utrillo

Dia 23 de Setembro (aqui)


Marie-Clémentine Valadon - Suzanne Valadon, nasceu a 23 de Setembro de 1865 em Bessines-sur-Gartempe, perto de Limoges, e faleceu a 7 de Abril de 1938 em Paris. Foi uma pintora e modelo francesa, e a primeira mulher admitida na Société Nationale des Beaux-Arts. O  pintor Maurice Utrillo, foi o seu único filho.

Auto-Retrato, lápis e pastel sobre papel, 1883 - Centro Pompidou

Filha de uma mãe solteira que labutava como lavadeira, Suzanne Valadon foi acrobata de circo até aos 15 anos. Após uma queda do trapézio, a sua carreira terminou. Procurou uma nova ocupação e tornou-se modelo de Puvis de Chavannes, Henri de Toulouse-Lautrec e Pierre-Auguste Renoir. Nesta altura ao observar e aprender as técnicas dos artistas, começou a criar as suas próprias pinturas.

Mãe de Suzanne Valadon, sanguínea sobre papel cinzento, 1883 - Centro Pompidou
Utrillo em criança, sanguínea, 1886 - Centro Pompidou
O Circo, óleo, 1889 - Cleveland Museu de Arte, Ohio
Toulouse-Lautrec foi o primeiro a ver os seus desenhos e a encorajá-la. O seu trabalho teve o apoio de Degas (comprou três das suas obras em 1893), com quem desenvolveu uma amizade duradoura, pois foi uma das amigos mais próximas até à sua morte. Entre os artistas com quem conviveu estavam Van Gogh, Gauguin, Picasso e Modigliani.
O seu tipo de beleza maravilhava e impressionava nos bares e cabarés de Montmartre em Paris, onde coleccionava amantes. Aos dezoito anos, foi mãe de um dos artista mais famosos de Montmartre, de quem é desconhecida a paternidade. Maurice Valadon (26 de Dezembro de 1883) seu nome de nascimento, foi mais tarde reconhecido por um amigo de sua mãe Miguel Utrillo, ficando conhecido como Maurice Utrillo. 

Paul Mousis e o seu cão, grafite sobre cartão, 1891 - Centro Pompidou
  Retrato de Erik Satie, óleo sobre tela, 1892-1893 - Centro Pompidou
Suzanne Valadon pintou naturezas-mortas, paisagens, retratos que ficaram notáveis pela composição de cores fortes e vibrantes. Ficou também  conhecida pelo desenho e pintura de nus. As suas primeiras exposições no início dos anos 1890, mostraram na sua maioria retratos, incluindo um de Erik Satie, com quem teve um curto relacionamento. Para Satie, ela seria a única relação íntima da sua vida. Em 1894, Suzanne Valadon tornou-se a primeira mulher admitida na Société Nationale des Beaux-Arts. Perfeccionista, trabalhava em algumas das pinturas a óleo até 13 anos antes de as expôr.
Mulheres no banho, gravura, 1893 - Galeria Nacional de Arte de Washington
Menina nua e serva preparando o banho, carvão sobre papel, 1908 - Centro Pompidou
Adão e Eva, óleo sobre tela, 1909 - Centro Pompidou
Suzanne Valadon encontrou um aliado sólido no galerista Berthe Weil, que a incentivou a participar em quase 19 exposições entre 1913 e 1932, incluindo três retrospectivas pessoais. Participou no Salon des Indépendants em 1912 e sete anos mais tarde, no Salon d'Automne. As suas exposições posteriores, também foram bem sucedidos. No entanto, a sociedade burguesa ficou chocada com a sua arte, que a par da sua conduta sexual, desafiou convenções.
Valadon foi a principal professora do seu único filho Maurice Utrillo, transmitindo-lhe o entusiasmo pela pintura e sugerindo-lhe o trabalho ao ar livre.


Suzanne Valadon
Utrillo, a avó e um cão, óleo sobre cartão, 1910 - Centro Pompidou
Estudo para "Lançamento de redes", carvão sobre papel, 1914 - Centro Pompidou
"Lançamento de Redes", óleo sobre tela, 1914 - Centro Pompidou
Teve casos bem conhecidos com o pintor Puvis de Chavannes, o compositor Erik Satie e o pintor Renoir. Depois da tentativa de um casamento estável com o agente de câmbio Paulo Mousis, com quem casou em 1896, a relação termina em 1909. Suzanne com 44 anos, apaixona-se  pelo pintor André Utter de 23 anos de idade, com quem veio a casar em 1914. Nesta fase, uma das pinturas mais conhecidas é Adão e Eva, onde Adão tem o rosto de André Utter e Eva o de Suzanne. No final de sua vida, Suzanne Valadon fez amizade com o pintor Gazi Tatar e impulsionada por esta união retorna à pintura.

Nus, óleo sobre papelão, 1919  - MASP
Família de Utter, óleo sobre tela, 1921 - Centro Pompidou
O Quarto Azul, óleo sobre tela, 1923 - Centro Pompidou
Suzanne Valadon morreu em 7 de Abril de 1938 e foi enterrada no Cimetière Saint-Ouen em Paris.  Entre os presentes estavam os artistas Andre Derain, Pablo Picasso e Georges Braque. 
Alguns de seus trabalhos podem ser vistos no Centro Georges Pompidou, em Paris, Museu Metropolitano de Arte de Nova York, Museu de Grenoble e Museu Nacional de Arte Moderna de Paris.
 
Um romance baseado na sua vida de Elaine Todd Koren, foi publicado em 2001.  Um romance anterior de Sarah Baylis, intitulado Mãe de Utrillo, foi publicado primeiro em Inglaterra e depois nos Estados Unidos. Timberlake Wertenbaker 's em  A Linha (2009), traça a relação entre Valadon e Degas.

Suzanne Valadon
Ramo de Flores, óleo sobre tela, 1930 - Centro Pompidou
Igreja de Saint-Bernard, óleo sobre tela, 1929 - Centro Pompidou
O doutor Robert le Masle, óleo sobre tela, 1930 - Centro Pompidou
A imagem mais conhecida de Valadon foi realizada por Renoir em Dança em Bougival e Dança na vila, ambos em 1883. O pintor faz novamente o seu retrato  em Rapariga entrança o cabelo e Retrato de perfil de Susanne Valadon, ambos em 1885.
Em 1885, Toulouse-Lautrec pintava o Retrato de Suzanne Valadon e em 1889, outro retrato famoso com o título, The Hangover
.
Dança em Bougival, óleo sobre tela, Auguste Renoir, 1883 - Museu de Belas Artes de Boston
Rapariga entrança o cabelo, óleo sobre tela, August Renoir, 1885 - Colecção particular
Retrato de Suzanne Valadon, óleo sobre tela, Henri de Toulouse.Lautrec, 1885 - Museu Nacional de Belas Artes de Buenos Aires

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Suzanne_Valadon
http://www.renoirinc.com/index.htm
http://www.biographybase.com/biography/Valadon_Suzanne.html

2 comentários:

  1. Os meus preferidos: "O quarto azul", lindo;"Igreja de Saint-Bernard" ; "O doutor Robert le Masle" e o "Lançamento de Redes", muito belo.....obrigada, desconhecia esta pintora !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pintora embora reconhecida pelas suas realizações artísticas, preferiu incentivar e promover a obra de Utrillo. A sua fama foi assim ocultada pela do seu filho. Foi uma lutadora!

      Eliminar