terça-feira, 13 de junho de 2017

Santo António - Capela na Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora

Capela de Santo António. na Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora (Foto "comjeitoearte", 2016)

O edifício da Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora, localiza-se no bairro de Alfama, no largo de São Vicente, em Lisboa. 

Fundado por D. Afonso Henriques (1109-1185), em 1147, depois da conquista de Lisboa, o mosteiro construído fora das velhas muralhas, foi dedicado ao mártir São Vicente e entregue aos cónegos regrantes de Santo Agostinho.

Em 1210, professou neste local, o cónego regrante de Santo Agostinho, que viria a ser Santo António de Lisboa.

O novo edifício que substituiu a primeira construção, foi mandado edificar por D. Filipe II (1527-1598), em 1582, com projecto de Filippo Terzi (1520-1597). Em 28 de Agosto, de 1629, foi celebrada na igreja a primeira missa.


São Vicente de Fora, em Lisboa - DGPC

A Capela de Santo António, situa-se, segundo a tradição, no antigo espaço ocupado por a cela do santo, nos anos em que foi cónego regrante de Santo Agostinho.
Projectada pelo arquitecto Carlos Mardel (1695-1763) por encomenda do Cardeal Mota, a sua construção rica em mármores polícromos, data de 1740.


Capela de Santo António na Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora (Foto "comjeitoearte", 2016)


No interior da capela existiu uma lápide com inscrição em caracteres góticos, actualmente no interior da igreja, que faz alusão à sepultura naquele local de Teresa Taveira, mãe de Santo António.



Capela de Santo António na Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora (Foto "comjeitoearte", 2016)

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_de_S%C3%A3o_Vicente_de_Fora

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71213/

http://digitarq.arquivos.pt/details?id=1461704

http://www.monumentos.pt/site/app_pagesuser/SIPA.aspx?id=6529
https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal



quarta-feira, 31 de maio de 2017

Móbile infantil I pássaro

1 - Mobile 


Mobile em forma de pássaro, realizado com cartolina, é a minha proposta para o Dia da Criança (1 de Junho).


Material:

- Cartolina colorida;
- Papel vegetal;
- Lápis;
- Tesoura com bicos;
- Cola;
- Agulha;
- Furador;
- Fio.


2 - Moldes 

Como fazer:

1. Imprima a figura 2 (moldes A, B e C) sobre cartolina colorida.

2. Coloque o papel vegetal sobre os desenhos B e C (pluma) e copie.

3. Decalque o desenho B sobre a cartolina, 4 vezes.

4. Decalque o desenho C sobre a cartolina, 1 vez.

5. Recorte todas as figuras em cartolina, inclusive as imprimidas (a asa é formada por 5 plumas).

6. Realize os orifícios das peças A e B com um furador.

7. Realize o corte assinalado com a letra a.

8. Perfure as 5 plumas simultâneamente com uma agulha passada pelo centro (figura 2).

9. Passe as 5 plumas através do corte que realizou no corpo do pássaro.

10. Coloque uma gota de cola nos orifícios centrais (realizados com a agulha). Abra as plumas em leque e deixe secar a cola. 

11. Cole o suporte C em cada lado do corpo do pássaro e debaixo das asas (imagem 1).

12. Suspenda o pássaro por um fio passado através do corte a. 

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Tabuleiro em madeira reciclado



Foto: "comjeitoearte", 2017


Um tabuleiro para refeições, sem graça, ganha destaque e originalidade com alguma imaginação. 

Rosetas ou outras peças em crochet, já sem uso, adquirem "nova vida" colocadas sobre um tabuleiro de madeira pintada.




Material:

- Tabuleiro em madeira;
- Tinta acrílica;
- Pincéis;
- Cola branca ou para decoupage;
- Verniz marítimo;
- Peças em crochet.


Como fazer:

Foto: "comjeitoearte", 2017

1 - Pinte o tabuleiro com tinta acrílica. Deixe secar bem de acordo com as instruções da marca.


Foto: "comjeitoearte", 2017


2 - Coloque as diferentes peças de crochet sobre o tabuleiro. Cole as peças com o auxílio do pincel. Deixe secar. 


3 - Aplique o verniz marítimo para impermeabilizar a superfície. 



Foto: "comjeitoearte", 2017





segunda-feira, 1 de maio de 2017

Mário Soares I Maio de 1974

Autor: João Abel Manta; Maio de 1974




Mário Alberto Nobre Lopes Soares (1924-2017) foi um político português. Chefiou três Governos Constitucionais da Terceira República Portuguesa: I Governo Constitucional, entre 1976 e 1977; II Governo Constitucional, em 1978; IX Governo Constitucional, entre 1983 e 1985.

Exerceu as funções de Presidente da República Portuguesa durante dois mandatos, entre 1986 e 1996.

Ao longo da sua vida foi distinguido com as seguintes condecorações: Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo de Portugal (9 de Abril de 1981); Grande-Colar da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito de Portugal (9 de Março de 1991); Grande-Colar da Ordem da Liberdade de Portugal (9 de Março de 1996). 

No dia 28 de Abril de 1974, regressou do exílio em Paris. A 1 de Maio de 1974, participou nas primeiras comemorações do Dia do Trabalhador, após o 25 de Abril.

Em Maio de 1974, o arquitecto, pintor e ilustrador João Abel Manta, homenageia Mário Soares com um expressivo cartoon.


Fontes: 

João Abel Manta,Cartoons 1969-1075. Edicões "O Jornal", 1975Lisboa

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Abel_Manta

https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rio_Soares

https://pt.wikipedia.org/wiki/Governo_da_Rep%C3%BAblica_Portuguesa

terça-feira, 25 de abril de 2017

As conquistas de Revolução de Abril I MFA


"Os presentes das Forças Armadas" para o povo português, no cumprimento das promessas dos capitães de Abril.  

As conquistas de Abril, neste belo e significativo cartoon de João Abel Manta, realizado em Dezembro de 1974.


Democracia
Liberdade
Paz
Eleições Livres
Descolonização
Liberdade de Imprensa
Justiça
Educação
Cultura
Direito à Greve
Dinamização Cultural
Assistência
Saneamento
Prestígio Internacional



Fontes: 
João Abel Manta,Cartoons 1969-1075. Edicões "O Jornal", 1975Lisboa

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Abel_Manta


sábado, 15 de abril de 2017

Ovos de Páscoa decorados

1 - Ovos com colagem de bijutarias


Faça uma Páscoa diferente com ovos decorados por si. Ovos de galinha, pato ou de avestruz, alguns objectos reciclados, bijutarias, botões, galões, fitas e rendas de vários tipos, são o material necessário. 

Ovos com bijutarias

Crie ovos que fazem lembrar os famosos Fabergé.

Material:

- Ovos de galinha, pato ou avestruz;
- Bijutaria variada:
- Tinta acrílica;
- Cola universal;
- Verniz;
- Prego fino;
- Pincel;
- Barro ou plasticina.

Realização:

1 - Fure  cuidadosamente cada extremidade do ovo (utilize um prego fininho). Sopre  por uma das extremidades (a mais estreita) até sair toda a clara e gema. Lave o ovo.

2 - Coloque sobre plasticina ou barro.

3 - Pinte a casca do ovo com a cor escolhida. Deixe secar e envernize.

4 - Cole as bijutarias e outros elementos de decoração.

5 - Faça uma base  para colocar o ovo (imagem 1).


Ovos com fitas e rendas

Os ovos da imagem em baixo (ovos de Páscoa), foram cobertos com papel camurça. Sugiro a pintura com tinta sobre ovos de galinha ou de pato.


2 - Ovos com colagem fitas e rendas

Material:

- Ovos de Páscoa, de galinha ou de pato;
- Tinta acrílica;
- Cola universal;
- Verniz;
- Prego fino;
- Pincel;
- Barro ou plasticina;
- Fitas e rendas cariadas;
- Papel de camurça ou outro maleável. 


Realização:

1 - Fure  cuidadosamente cada extremidade do ovo (utilize um prego fininho). Sopre  por uma das extremidades (a mais estreita) até sair toda a clara e gema. Lave o ovo.

2 - Coloque sobre plasticina ou barro.

3 - Pinte a casca do ovo com a cor escolhida. Deixe secar.

4 - Cole as rendas e fitas e outros elementos de decoração.

5 - Envernize.

5 - Se preferir utilizar um ovo de Páscoa, tire a embalagem do ovo e embrulhe-o em papel camurça, esticando para que as rugas fiquem só de um lado (imagem 2)

6 - Proceda como no passo 4.





Fonte:

Artesanato. 1981. LISA.